"Ler ou reler, eis a paixão" é o tema da 32ª Feira do Livro de Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Literatura12/09/2016 | 11h56Atualizada em 12/09/2016 | 14h21

"Ler ou reler, eis a paixão" é o tema da 32ª Feira do Livro de Caxias do Sul

Entre os autores convidados estão Walcyr Carrasco, Eduardo Spohr, Eduardo Bueno, Mário Prata, Luiz Rufatto e Márcia Tiburi

"Ler ou reler, eis a paixão" é o tema da 32ª Feira do Livro de Caxias do Sul João Miguel Júnior/TV Globo/Divulgação
Autor de novelas como "Esperança" e de vários livros, a maioria infantis, Walcyr Carrasco será atração no dia 5 de outubro Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Os 400 anos da morte de William Shakespeare, celebrados este ano, são inspiração para a 32ª Feira do Livro de Caxias do Sul, lançada na manhã desta segunda-feira na Biblioteca Parque Largo da Estação: parodiando a célebre frase do personagem Hamlet, a programação ocorrerá sob o tema "Ler ou reler, eis a paixão".

As diversas idades do homem, igualmente elencadas pelo escritor inglês, foram o mote dos cinco diferentes cartazes da Feira, retratando leitores da primeira infância, infância, juventude, idade adulta e terceira idade. Os leitores, aliás, estão sendo chamados a demonstrar seu amor ao livro por meio do projeto #euleio, enviando fotos abraçados em livros que serão publicadas na página da Feira do Livro no Facebook.

Leia também:
Uma entusiasta da leitura
"O leitor nasce em sua própria casa", defende João Armando Nicotti

Durante o lançamento foram anunciados os escritores convidados, que participarão dos tradicionais bate-papo de final de tarde durante a Feira: a especialista em leitura para bebês Yolanda Reyes, o dramaturgo e escritor Walcyr Carrasco (mais conhecido por telenovelas como Esperança, Amor à Vida e Verdades Secretas, mas também autor de dezenas de livros), o escritor Eduardo Spohr (conhecido pela trilogia Filhos do Éden), o rapper Chiquinho Divilas, o também dramaturgo e escritor Mário Prata (autor de mais de 40 livros, além de telenovelas, minisséries e peças de teatro), Jorge Trevisol, o premiado romancista mineiro Luiz Ruffato, a filósofa e escritora Marcia Tiburi e o escritor Eduardo Bueno, o Peninha (conhecido por seus livros de história).

Eduardo Bueno, o Peninha, participará de bate-papo com o público da Feira no último sábado da programação, dia 15 Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Haverá ainda, no dia 9 de outubro, um encontro de youtubers, mas os nomes dos participantes ainda não foram divulgados. Outros escritores nacionais também devem passar pela Feira, dentro das atividades do Proler e do Passaporte da Leitura, incluindo Patricia Barboza, Tino Freitas e Roger Mello. Além dos bate-papos, estão programadas 52 sessões de autógrafos, diversas oficinas e palestras e três horas ininterruptas de contação de história dentro do projeto Ciranda de Histórias.

A 32ª Feira do Livro ocorre de 30 de setembro a 16 de outubro, e pela primeira vez terá como palco a Praça das Feiras, junto à antiga Estação Férrea — mudança que acarretou a insatisfação de diversos livreiros, de Caxias do Sul e de Porto Alegre, que decidiram não participar da programação. Com isso, o número total de bancas nesta edição será de 3(8 infantis e 22 no setor geral), frente às 47 do ano passado. 

Durante sua fala, o prefeito Alceu Barbosa Velho lembrou que, graças à mudança de local, os bate-papos (que ocorrerão na Biblioteca Parque) poderão ter público de até 350 pessoas, frente aos 100 lugares suportados pelo auditório que costumava ser montado na Praça Dante Alighieri. Ele citou também o aumento das escolas atendidas no Passaporte da Leitura.

— A cultura do livro é muito mais que um local. O que importa é que estamos fazendo cultura, e de muita qualidade.

A patrona da Feira do Livro, Lisana Bertussi, a homenageada, Véra Stedile Zattera, e a ilustradora homenageada, Karen Basso, participaram do lançamento.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros