Espetáculo Violas ao Sul é a atração desta quinta-feira, no Teatro Pedro Parenti, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Música28/09/2016 | 13h00Atualizada em 28/09/2016 | 13h00

Espetáculo Violas ao Sul é a atração desta quinta-feira, no Teatro Pedro Parenti, em Caxias do Sul

Projeto tem participação de Valdir Verona, Mário Tressoldi, Ângelo Primon e Oly Jr.

Espetáculo Violas ao Sul é a atração desta quinta-feira, no Teatro Pedro Parenti, em Caxias do Sul Ed Oliveira/divulgação
Ângelo Primon, Oly Jr., Valdir Verona e Mário Tressoldi farão performances solo, em duo e em quarteto, mesclando estilos Foto: Ed Oliveira / divulgação

Quatro músicos, quatro estilos, o mesmo objetivo: mostrar a viola como protagonista de ritmos tão diversos como o cancioneiro gaúcho, o blues, a música moura e a milonga, para citar apenas alguns. Nesta quinta-feira (29), Valdir Verona, Mário Tressoldi, Ângelo Primon e Oly Jr. sobem ao palco do Teatro Municipal Pedro Parenti, em Caxias do Sul, para provar que o instrumento vai além do universo caipira ao qual geralmente é associado Brasil afora.

— Vai ser a junção das 10 cordas de cada um para formar um espetáculo a 40 cordas. Um encontro inédito para a gente da viola de 10 cordas no Rio Grande do Sul, porque reúne quatro compositores que têm inquietações estéticas completamente diferentes, mas que se completam — explica Primon, ao falar a respeito de Violas ao Sul.

Caxias do Sul é a segunda cidade a receber Violas ao Sul. O projeto estreou em junho, em Porto Alegre. O projeto começou a ganhar forma a partir de agosto do ano passado, quando o quarteto se encontrou em Porto Alegre durante um festival de música. Conversa vai, conversa vem, nasceu a ideia de um trabalho coletivo que deve culminar com a gravação de um disco.

Durante aproximadamente 90 minutos, Verona, Tressoldi, Primon e Jr. revezam-se em solos, duos e em quarteto, proporcionando ao público um passeio musical pela linha evolutiva do instrumento. O repertório, com composições próprias e clássicos, transita pelas influências portuguesas e mouras de Primon, pela fusão da milonga com o blues de Jr., pela atmosfera litorânea de Tressoldi e pela música do Sul de Verona.

Leia mais
3por4: Foto da série 'Life!" publicada em site dos EUA sobre nascimentos
Exposição "Casa de Boneca" poderá ser conferida a partir de sábado, em Caxias
Banda DOM faz show no dia 16 de outubro, em Caxias
Aposte em um sanduíche com pasta de ovos e frios
Matheus Nachtergaele traz para Caxias "Conscerto do Desejo"

Na opinião de Verona, a realização de um trabalho coletivo como o projeto Violas ao Sul potencializa a força do instrumento, que chegou ao Estado com os tropeiros, nos séculos 17 e 18, mas que tornou-se esquecida pela força do acordeon dos imigrantes italianos que colonizaram o Rio Grande do Sul a partir do século 19.

— Até voltei a dar aula para fomentar novos instrumentistas — afirma.

E assim, eles deixam suas marcas para as próximas gerações. Sem esquecer do passado, construindo o presente e apontando para um belo futuro. 

PROGRAME-SE
:: O que: espetáculo Violas ao Sul, com Ângelo Primon, Mário Tressoldi, Oly Jr. e Valdir Verona
:: Quando: quinta, às 20h
:: Onde: Teatro Municipal Pedro Parenti (Rua Dr. Montaury, 1.333, Centro, Caxias do Sul. (54) 3221.3697)
:: Quanto: R$ 30 e R$ 15 (estudante e sênior). Antecipados a R$ 20, no local e no Galpão do Tio Ci

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comApós repercussão, organizadores desistem de pancadaria no Dia do Soco, em Caxias https://t.co/8UtQmQG3SB #pioneirohá 4 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPioneiro Esportes https://t.co/u511DH3PIJ #pioneirohá 6 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros