Berlim sobre duas rodas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Turismo24/09/2016 | 06h40Atualizada em 24/09/2016 | 06h40

Berlim sobre duas rodas

Passeios de bicicleta são comuns na capital alemã, com várias opções de roteiro

Berlim sobre duas rodas Sascha Möllering/Berlin on Bike,divulgação
Bike tours passam por pontos turísticos da cidade, que possui o dobro de bicicletas do que de automóveis Foto: Sascha Möllering / Berlin on Bike,divulgação
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Bicicletas parecem onipresentes em boa parte das cidades alemãs. Jovens trafegam com elas no caminho para a escola, executivos engravatados seguem sobre duas rodas para o trabalho, mães escolhem modelos nos quais podem levar seus filhos e pessoas de todas as idades servem-se delas no dia a dia. Assim, nada melhor para entrar no clima do que, numa visita ao país, optar por esse meio de transporte para o tradicional city tour, inclusive na capital, Berlim.

Apesar de ser uma metrópole com 3,5 milhões de habitantes, a cidade possui o dobro de bicicletas do que de carros — segundo dados de 2012, seriam 720 bicicletas e 324 carros para cada mil moradores. Além disso, oferece cerca de mil quilômetros de ciclovias, e mesmo onde elas não estão disponíveis geralmente é possível trafegar em meio ao trânsito. Não é à toa que os "bike tours" proliferam, nos mais diversos formatos: há desde o típico passeio pelos pontos turísticos principais da cidade até os passeios noturnos por bares, entre vários outros.

Leia também:
Bichectomia é a queridinha da vez dos procedimentos estéticos 

A Berlin on Bike, uma das muitas empresas que atuam na área, oferece três opções principais: o Best Bike Tour, transitando tanto por pontos históricos, como o Portão de Brandenburgo e o Reichstag (Parlamento) quanto modernos; o Wall Bike Tour, mais focado no que restou do muro que dividia os lados ocidental e oriental da cidade na época das duas Alemanhas; e o Alternative, transitando pelo mundo do grafite, dos DJs ou simplesmente dos imigrantes que tornam a cidade multiétnica.

Mas essa é só uma das opções de tours guiados — há vários outros, além da possibilidade de alugar uma bicicleta e fazer seu próprio roteiro. O site Visit Berlin traz nada menos do que 56 diferentes roteiros que podem ser seguidos pelos turistas. Há ainda sites de aluguel e até mesmo de empréstimo de bicicletas, basta pesquisar um pouquinho.

DICAS
- Vale fazer um passeio introdutório sobre duas rodas, com guia, e voltar nos dias seguintes, com mais tempo, aos pontos mais interessantes, como o Memorial do Holocausto, o Parlamento, o que sobrou do Muro, etc

- Apesar de o respeito ao ciclista ser a regra, nunca é demais ter cuidado quando trafegar em meio aos veículos, tanto sozinho quanto em grupo

- Importantíssimo: como ciclista, você também deve respeitar os sinais de trânsito e a faixa de pedestres

- Caso for alugar uma bicicleta por mais tempo, informe-se sobre hotéis "bike-friendly"

- Em geral, dá para entrar no metrô de bicicleta (no metrô subterrâneo, fora dos horários de pico), e na maioria dos locais há estacionamentos para ciclistas

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comApós repercussão, organizadores desistem de pancadaria no Dia do Soco, em Caxias https://t.co/8UtQmQG3SB #pioneirohá 48 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPioneiro Esportes https://t.co/u511DH3PIJ #pioneirohá 2 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros