Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL14/10/2020 | 06h10Atualizada em 14/10/2020 | 06h10

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta quarta-feira!

Sociedade por João Pulita Leandro Araújo / Divulgação/Divulgação
Maria Luiza Gazzola e a anfitriã do Chá Doce Outono, Eda Argenta, com a fundadora do Instituto Filhos, Shirlei Omizzolo e uma das convidadas da ocasião, Magda Wormann, em encontro de proposta benemerente Foto: Leandro Araújo / Divulgação / Divulgação

Infusões

O Instituto Filhos, fundado por Shirlei Omizzolo, promove a segunda edição do Chá Doce Outono. No último dia 7, o encontro teve como anfitriã a médica Eda Argenta, dona de uma trajetória ligada a filantropia em prol de jovens em vulnerabilidade social, desde seu engajamento com a antiga Legião Franciscana de Assistência aos Necessitados. No dia 20 de novembro, a recepção ficará por conta da empresária Fabiana Restelatto Tadiello. Já no dia 23, a ocasião em clima open air, terá as atenções de Viviane Bortolini Lavratti. Na proposta benemerente do Chá Doce Outono, Shirlei conta com o apoio de Maria Luiza “Ziza” Gazzola, que arregimentou um time de mulheres expoentes da comunidade para dar visibilidade e arrecadar fundos para a instituição.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

Realce

A consultora de imagem e estilo, Cris Carvalho, promoverá o curso “Acessórios: iconografia & expressões”, no dia 3 de novembro, das 20h às 21h30, pela plataforma Zoom, com 50% do valor revertido para a ONG da Vaquinha, entidade sem fins lucrativos que batalha pela causa animal em Caxias do Sul, e da qual Cris é madrinha. Nessa aula, ela fará um passeio pela história e significados de anéis, colares, brincos e pulseiras. As inscrições podem ser efetivadas pelo Sympla, até o dia 21 deste mês.

Aniversariante do último sábado, Michele Susin Nora, foi bajulada pelo marido, Marcelo Nora, em reunião intimista em casaFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação
Carlos Eduardo Torelly Comandulli, Maria Luiza, Luiz Eduardo, Jayme e Rosa Araújo Comandulli, família reunida, sábado, para celebrar os cinco aninhos de Luiz Eduardo, com festa inspirada no Harry PotterFoto: Victória Ruzzarin / Divulgação
Os paisagistas Maiquel Scherer e Juliana Gasparin estiveram à frente da programação do Território da Paisagem, que ocorreu semana passada, na Villa Bertti, em GramadoFoto: Fabio Grison / Divulgação

Geografia

O projeto intitulado Território da Paisagem, um dos mais expressivos eventos que destaca o paisagismo do Brasil, ocorreu na última quinta e sexta-feira, com transmissão ao vivo diretamente da Villa Bertti, em Gramado. Recepcionados por Cristiano Bertti, os idealizadores da proposta, Juliana Gasparin, engenheira agrônoma e paisagista, e Maiquel Scherer, arquiteto e também paisagista, orquestraram a apresentação dos palestrantes na programação online durante os dois dias.

.

Como uma onda no mar!

Nicole StedileFoto: Vanessa Fortes Tonietto / Divulgação

Nicole Stedile, filha de Carlos Valentim Stedile e Marli Pinto Stedile, resolveu traduzir em uma forma de vestir mulheres o seu conceito mais íntimo de beleza e liberdade. Formada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e também à frente da Agritech Lavrale - divisão Caxias do Sul, a bonita esposa de Marcus Barp e mãe de Giulia e Carolina Stedile Barp transformou-se rapidamente em um nome de revelação no setor com o desenvolvimento da coleção Liberté. Todo esse novo projeto de Nicole tem como inspirações a leveza, o movimento e o espírito livre. Leia o que impulsiona os dias desta determinada diretora criativa da marca autoral que leva seu nome!

Que conexão lúdica faz com a infância? Guardo com carinho as lembranças de ir para fazenda com meus pais e a minha irmã Marina, andar a cavalo e estar próxima a natureza. Ainda hoje gosto desse ambiente e busco oferecer às minhas meninas experiências assim. 

O que é o bom da vida? São os momentos ao lado da família e amigos, é poder fazer o que se gosta, amar e viajar. É aprender com cada experiência e tornar-se melhor.

Qual a passagem mais importante da tua biografia e que título teria se fosse publicada? A mais grandiosa e gratificante foi ter me tornado mãe da Giulia e da Carolina. O título seria: Um amor sem medida.

Se você tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Intensa, corajosa, determinada e incansável com os seus propósitos. Impaciente, perfeccionista, exigente. Equilibrada, observadora, justa. Apaixonada pela vida, família e sempre pronta para o novo. 

Se pudesse voltar à vida na pele de outra pessoa, quem seria? Gostaria de ser eu mesma, sempre vislumbrando a possibilidade de me tornar melhor. 

Imagem é tudo? Conteúdo é tudo. Admiro as pessoas pelo que são, por suas histórias e o que tem a ensinar. Pela gentileza, simplicidade e gratidão. Admiro quem sabe tratar o outro com respeito. Agora, trabalhando com moda, desejo representar por meio da imagem esta essência da beleza. 

Acredita em uma beleza mais real? Sem dúvida, o significado de beleza é mais amplo do que apenas a aparência. Está em sentir-se bem e aceitar-se. Em cultivar a essência e que a estética seja um reflexo disso. Esse é o conceito que propõe a minha marca e que é também tradução da minha forma de ser e pensar. 

Um look inesquecível: aquele que me faz sentir eu mesma. 

Traço marcante de sua personalidade? Autêntica.

Gostaria de ter sabido antes... que devemos valorizar o agora e dele extrair todas as possibilidades de realização.  

A melhor invenção da humanidade? A tecnologia em comunicação. Uma grande janela para o mundo que permite ampliar conhecimentos, descobertas e conectar-se às pessoas. 

Qual a palavra mais bonita da língua portuguesa? Liberdade. Foi nessa expressão que busquei valores para dar nome a minha primeira coleção de moda: Liberté.

Sempre gostou de moda? Sim, embora não imaginasse que estaria à frente de uma marca. Sempre tive o desejo de empreender em um negócio meu, e a ideia da moda foi se construindo. Hoje estou realizada, pois a marca tem o meu olhar e fala muito de quem sou. 

Como concilia um cargo de liderança na empresa da família e na direção criativa da sua própria marca? Por ser inquieta e querer realizar sonhos, como a moda que é uma grande paixão, consigo conciliar as agendas. Tudo envolve muito trabalho e dedicação, mas fazer o que se gosta torna tudo possível. 

Que legado credita ao seu avô paterno e ao seu pai, no que norteia seu espírito empreendedor? As empresas e o universo empreendedor sempre estiveram presentes em nossa família. Desde muito pequena já acompanhava meu pai na empresa e tenho boas lembranças dessa época. Sem dúvida ele e meu avô Francisco são exemplos inspiradores. Como principal legado, ensinaram que para se conquistar algo é necessário muito trabalho, valores sólidos, uma equipe comprometida e entusiasmo.

Como se dá a presença tão elegante de sua mãe em um projeto de moda? Minha mãe é minha grande referência de mulher e de elegância, não só no vestir, mas em suas atitudes. É minha sócia nesse projeto e principalmente minha grande aliada na realização dos meus sonhos. Me encoraja a sempre seguir em frente, colocando amor em tudo o que faz. 

Uma tendência atemporal? O respeito com o outro.

Um hábito que não abre mão? Busco manter o equilíbrio entre mente e corpo, incluindo em minha rotina cuidados com a saúde. Além disso, a espiritualidade sempre esteve presente na minha vida através da oração. 

Quais são os seus planos para o futuro? Consolidar a marca Nicole Stedile no segmento de moda, como referência em sua proposta. Ao lado do Marcus, meu parceiro de vida, acompanhar nossas meninas a realizarem seus sonhos. 

Quais músicas não saem da sua playlist? Para cada ocasião uma playlist, transito em vários estilos musicais. Hoje tenho uma preferência pela música cigana. 

Um filme para assistir inúmeras vezes: Mamma Mia pela minha identificação com o cenário de praia, o mar e o calor do sol. Também a música, a alegria e a paixão que norteia as personagens femininas da história. No filme tudo é vivido com muito amor. 

Uma qualidade: tenho atitude.

Uma palavra-chave: acreditar.

Reflexão de cabeceira? Em meio a tantas transformações e desafios, o desejo de seguir em frente. Coragem e sensibilidade para desenhar um amanhã melhor.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros