Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL29/09/2020 | 06h10Atualizada em 29/09/2020 | 09h53

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta terça-feira!

Sociedade por João Pulita Ana Salvi / Divulgação/Divulgação
A secretária municipal de recursos humanos e logística Valéria Wormann e a secretária de governo e chefe de gabinete Grégora Fortuna dos Passos, quinta-feira, em evento promovido pelo secretário municipal do turismo, Enio Martins, na Lojas Magnabosco Foto: Ana Salvi / Divulgação / Divulgação

Ciranda

O presidente executivo do Recreio da Juventude, Paulo Henrique Marchioro, e o vice-presidente social da agremiação, Marcelo Nora, estão as voltas com os preparativos para confraternizar com os petizes da família esmeralda na primeira Festa das Crianças em formato drive-thru. A atividade está programada para o dia 3 de outubro, sábado, no estacionamento externo da Sede Campestre Juventude, das 13h30min às 17h30min, com a temática Reino Encantado. Durante o percurso de carro, os pequenos seguirão por um trajeto lúdico onde poderão interagir com as personagens da Frozen, da Peppa Pig, da Patrulha Canina e do Homem-Aranha. Haverá distribuição de pipocas, picolés e brinde surpresa para as crianças. Em caso de chuva, a festa será transferida.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

Renata Costa e Fabiana De Lucena trabalharam pelo sucesso do evento que homenageou os Embaixadores do Turismo 2020 Foto: Ana Salvi / Divulgação
Vilma Terezinha do Nascimento e Leonel Irio Silva do Nascimento brindaram as Bodas de Ouro durante cerimônia de renovação dos votos, na réplica da casa do Elvis Presley, no fim de semana, em Gramado Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Olhar

Grasiela Van Der Laan, especialista em extensão de cílios, vai apresentar, sábado, entre 14h e 18h, o novo espaço para evidenciar a beleza da ala feminina da região. Empreendedora, ela ampliou o local de atuação e reestreia no Edifício Maia, nos domínios do Villagio Iguatemi.

Felipe Bebber e Luzia Zanella Carra, oficializaram a união civil na Vinícola Luiz Argenta, em Flores da Cunha, no último dia 19, data que serviu também para Luzia celebrar a data queridaFoto: José Zignani / Divulgação

Movimento

O jornalista cultural Carlinhos Santos dividirá o verbo com a pesquisadora e coreógrafa Sigrid Nora, hoje, às 10h30min. Em live, a dupla discorrerá sobre um dos cenários que mais entendem, a dança. Desta vez, o tema da conversa será Figuras da Dança Cênica em Caxias do Sul. A transmissão ocorrerá pelo perfil no Instagram @carlinhos.santos.7.

.

A infância é o mote de redescobertas do médico e estudioso do cérebro

Thiago HoeskerFoto: Fabio Grison / Divulgação

O médico Thiago Hoesker, filho de Carlos Afonso Hoesker e Sílvia Regina Uhlmann, é natural de São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, mas adotou Caxias do Sul como a sua terra natal. Até os dias de hoje ele celebra a infância que teve rodeado pelos avós, Arno José Maria Hoesker (in memoriam) e Melânia Maria Hoesker; Nabor Uhlmann (in memoriam) e Erondira Uhlmann. Cursou Faculdade de Medicina na Universidade de Caxias do Sul e após a graduação se tornou Neurocirurgião no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. No último ano, esteve em Istambul, na Turquia, se especializando na área que é hoje a sua dedicação, a Neurocirurgia Pediátrica. Gaúcho e colorado de coração, Thiago nos conta como vê a vida e porque buscou novos horizontes profissionais, sempre acompanhado da namorada e também médica, Isadora Paula Pavei. Neste dia 1º de outubro, às 19h, nosso entrevistado será o ministrante da palestra virtual intitulada “Manejo da espasticidade”, à convite da Liga Acadêmica de Fisioterapia Neurofuncional da UCS. Saiba o que pensa o jovem médico!

O que é o bom da vida? Acredito que é poder acordar todos os dias e ter a oportunidade de fazer algo novo.

Ao lado de quem gostaria de ter sentado na época da escola? Como bom colorado que sou e amante de futebol, Andrés Nicolás D’allesandro, nosso capitão e maestro.

Traço marcante de sua personalidade? Sou perfeccionista.

A melhor invenção da humanidade? Certamente a roda. Nos traz a sensação de liberdade.

Com que mensagem encara o mundo? Veja sempre o lado da oportunidade e não da dificuldade.

Do que precisa para ser feliz? Minha família e meus amigos.

Gostaria de ter sabido antes... como é bom ser criança. A infância passa rápido demais e só sabemos disso na vida adulta.

Frase máxima? Não importa o lugar onde você está, mas sim que esteja bem acompanhado.

O que considera essencial para sobreviver? Ter saúde física e mental.

O que mais respeita no ser humano? A sinceridade.

Qual a palavra mais bonita da língua portuguesa? Saudade.

Qual a passagem mais importante da tua biografia e que título teria se fosse uma obra? A realização da minha especialização internacional. “Quem sonha, alcança sim.”

Se tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Cuidado: no início pode assustar, mas depois é difícil viver longe.

Um hábito que não abre mão? Viajar. Não existe nada melhor do que conhecer o mundo!

Quais têm sido os grandes desafios da medicina nos dias atuais? Como médico no Brasil, acredito que as maiores limitações são de infraestrutura e o monopólio de certas áreas da medicina. Temos ótimos profissionais, mas que precisam trabalhar em locais muitas vezes sem condições, ou pior, competir por espaço não concedido pelas gerações mais antigas.

Por que optou pela área neurológica da Medicina? A complexidade do cérebro. Certamente é o que me fascina.

Quais são os maiores avanços no segmento? Podemos falar em muitas áreas, mas, na minha especificamente, é a possibilidade de oferecer um desenvolvimento digno às crianças. Na região da Serra gaúcha, não temos profissionais que desenvolvam esse tipo de trabalho na Neurocirurgia. Recebo muitas mães que não entendem o motivo. Infelizmente isso não depende do médico em si, mas dos colegas e dos planos de saúde.

Você teve uma vivência profissional em um hospital, em Istambul. Como foi sua imersão na Turquia e que relação pode fazer com a medicina no Brasil? Istambul é uma cidade incrível, cosmopolita. A Turquia é muito desenvolvida na neurocirurgia por ser o país de um dos mestres da microcirurgia, Mahmut Gazi Yasargil. Se pudesse utilizar a tecnologia empregada nos hospitais de lá, juntamente ao conhecimento e a determinação do profissional no Brasil, teríamos resultados surpreendentes.

De que forma considera que o mundo será impactado pós-pandemia da Covid-19? Tento ver a pandemia pelo lado positivo. Não só dos doentes e dos que perderam seus entes queridos. Mas, pela oportunidade de sermos mais intimistas e presentes em nossas casas, com as nossas famílias. O mundo estava carente desse tipo de cuidado. Tenho a certeza que teremos pessoas mais “humanas” no pós-pandemia.

Por que decidiu dividir sua agenda entre as cidades de Rio Grande e de Caxias do Sul? Rio Grande foi uma oportunidade magnífica. Receber um convite para poder organizar um serviço em uma cidade tão singular em um dos maiores complexos da região Sul é gratificante. Ainda sigo com atendimentos em Caxias do Sul, mas, em virtude da demanda, em datas selecionadas.

Como concilia a vida profissional e pessoal? Como encontrar o equilíbrio? A medicina acaba fazendo parte das nossas vidas. E na neurocirurgia isso é ainda mais intenso. No entanto, precisamos reconhecer que o equilíbrio é essencial. E isso é saber se organizar. Ter um tempo para você, para sua namorada, para a família e os amigos. A vida não é só trabalho.

Um conselho para quem deseja ingressar na profissão? Primeiramente, busque algo que te realize. Dinheiro não compra felicidade. Se um sorriso ou um muito obrigado fazem o seu dia melhor por poder ajudar alguém, certamente a medicina é uma ótima opção.

O que te inspira? Pessoas com sonhos grandes. Se não sonharmos nunca conseguiremos atingir o nosso menor objetivo.

Um projeto para o futuro? Profissionalmente falando, gostaria de atender somente pacientes pediátricos. Montar uma clínica com atendimento multidisciplinar, em que o paciente receba atenção integral em todos os aspectos do cuidado. Pessoalmente falando, gostaria de conhecer o máximo de países e culturas, ao lado de quem me faz feliz.

Reflexão de cabeceira? “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, Dale Carnegie.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros