Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL15/09/2020 | 06h10Atualizada em 15/09/2020 | 06h10

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta terça-feira!

Sociedade por João Pulita Alex Battistel / Divulgação/Divulgação
O comandante da Academia Base 1, Paulinho Bof, é um dos principais articuladores do projeto benemerente, agendado para este sábado, 19, liderado pelo médico e aniversariante do dia, Lisandro Pavan Foto: Alex Battistel / Divulgação / Divulgação

Chegada

O médico ortopedista e traumatologista, Lisandro Pavan, promove ação filantrópica para celebrar a passagem da data querida. No próximo sábado, dia 19, ele protagonizará uma prova com percurso de 48km, em alusão a chegada de seus 48 anos, correndo na esteira da Academia Base 1, com as atenções do personal trainer Paulo Antônio Bof. A função se iniciará às sete horas da manhã e quem desejar participar do projeto, poderá doar fraldas geriátricas e tênis, que serão destinados para a casa de acolhimento de idosos, Recanto da Compaixão Frei Salvador. Já, as camisetas da proposta de Pavan, estão sendo comercializadas na recepção da academia e na Clínica da Marquês, com renda revertida para a Liga Feminina de Combate ao Câncer - Núcleo Caxias do Sul, presidida por Roseli Heinen.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

A advogada Ana Paula Sottili Viezzer foi o centro das atenções, pela passagem da data querida, durante todo o fim de semana Foto: João Pulita
Cristina Sgarioni Dias e Gregory Delazeri circularam, durante o almoço de domingo, pelo bucólico Vale dos Vinhedos Foto: João Pulita

Fórum

O advogado Patrick Mezzomo será o mediador da palestra online intitulada “A visão do magistrado sobre a atuação sistêmica do advogado”. A transmissão do evento ocorrerá pelo perfil no Facebook da OAB Caxias do Sul, quarta-feira, às 19h e contará com a participação das palestrantes e juízas Joseline Mirele Pinson de Vargas e Vanessa Aufiero da Rocha.

Os arquitetos Tatiana Biffi e André Rigoni homenageados pelos colegas, ganharam capa da 43ª edição do almanaque da instituição Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Traços

A Associação Sala de Arquitetos, em sua 43ª edição do almanaque da entidade, lançado no início do mês, apresentou como ilustração da proposta um projeto autoral dos incensados arquitetos Tatiana Biffi e André Rigoni. A escolha da capa é feita em forma de sorteio pelos integrantes da instituição.

.

Um ofício de quatro décadas!

Nelson CamassolaFoto: Jéssica Hoffman / Divulgação

Nelson Camassola, filho de João Luiz e Olita Terezinha Camassola, desde a tenra infância tem no trabalho um valor permanente em sua vida. Cabeleireiro reconhecido no Estado, ele celebra, hoje, seu aniversário ao mesmo tempo em que, comemora oficialmente 40 anos de profissão. Natural de São Marcos, faz história em Caxias do Sul com sua famosa assinatura e muita habilidade e sensibilidade. Casado com Eloísa Brizoto Camassola, é pai de Débora e Sofia Brizoto Camassola. Conheça a linha do tempo deste profissional que pautou sua trajetória com vocação pelo trabalho!

O que é o bom da vida? Viver intensamente! Sempre em todos os momentos.

Qual sua lembrança de infância? A primeira neve que tive a oportunidade de contemplar aos quatro anos de idade. Outra lembrança importante foi ter começado a trabalhar muito cedo. Aos nove anos, já era engraxate na barbearia do meu pai.

Qual a passagem mais importante da tua biografia e que título teria se fosse publicada? Minha história relacionada ao trabalho, de cabeleireiro a construtor, de engraxate a empresário. O título seria: Uma Vida de Sucesso.

Se pudesse voltar à vida na pele de outra pessoa, quem seria? Nelson Mandela (1918-2013), um advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, considerado como o mais importante governante da África Negra e vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993.

Se tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Conteria o seguinte dizer: “Apaixonado pela profissão.”

Imagem é tudo? Nem sempre. Para que tenha efeito, é preciso estar bem consigo mesmo.

Por que escolheu trabalhar no mercado da beleza? Inicialmente não foi uma escolha. Comecei por influência do pai e principalmente pela oportunidade de obter uma renda melhor para cursar uma faculdade, porém, após um ano e meio atuando na área, descobri que essa é minha verdadeira vocação.

Como foi o início da sua carreira e quais as dificuldades que encontrou quando começou? Iniciei aos 19 anos, em meio a um curso profissionalizante do Senac, trabalhando como aprendiz no salão e com pouca experiência. No início foi muito difícil, só conseguindo atingir um salário mínimo no quinto mês de atividade. Para reforçar a renda mensal, trabalhava como garçom ao meio dia para ganhar o almoço.

Acredita que o sucesso de sua profissão se deve ao DNA do pai, que é barbeiro? Meu pai ainda trabalha, aos 85 anos. O DNA ajudou, mas o sucesso se deve a muita dedicação, trabalho e investimento.

O que representa estar celebrando 40 anos no estúdio de beleza homônimo? Muito orgulho e satisfação em ter criado um legado que acredito ter continuidade.

Um conselho para quem está começando e quer seguir na área da beleza: muito estudo e trabalho de corpo e alma.

O que faz para se manter atualizado na sua profissão? Realizo, frequentemente, cursos no Brasil e no exterior.

Como se qualificou para esse mercado? Sempre tratei os meus salões como uma empresa e nas muitas viagens nacionais e internacionais observei a falta de investimento nas estruturas físicas dos salões. Resolvi priorizar isso e montar ambientes com muita qualidade, conforto e bons profissionais.

Como é a sua rotina de trabalho? Hoje, com um horário reduzido ao chegar no trabalho, tenho o hábito de circular pelo salão cumprimentando colaboradores e clientes, observando como está a organização do espaço e, na sequência, passo atender minha agenda. Nos intervalos, acompanho as rotinas da administração.

Qual foi o momento que mais impulsionou a sua carreira? Percebi que a cada mudança de endereço tinha um crescimento muito grande, em função de redobrar o espaço físico e aumentar a equipe.

Quem são suas referências? Os cabeleireiros franceses Jacques Dessange e Alexandre De Paris.

Uma tendência de beleza que os profissionais não podem deixar de saber? Tendências mudam conforme a estação, pessoas têm personalidades e, por isso, é imprescindível aplicar o visagismo para definir o estilo de cada um.

Como enxerga que o seu trabalho impacta a vida das pessoas? O cabelo é um estilo de vida, é autoestima, então quando você entrega um trabalho perfeito, no qual a cliente consegue arrumar seu próprio cabelo, você atingiu o objetivo.

Gostaria de ter sabido antes... não deixe o seu sonho para amanhã, realize hoje. 

A melhor invenção da humanidade? Prolongar vidas. 

O que é ter estilo? Saber harmonizar.

Um hábito que não abre mão? Almoçar em casa, com a família, todos os dias.

Traço marcante de sua personalidade? Sou perfeccionista. 

Uma qualidade: pontualidade com meus compromissos financeiros.

Um defeito: exigir de mim mesmo a perfeição.

Não vivo sem: viajar.

Uma palavra-chave: saúde.

Lugar preferido no mundo? Qualquer lugar em que me sinta feliz.

Quais os seus projetos para o futuro? Trabalhar menos e aproveitar mais os dias!

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros