Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL11/09/2020 | 06h10Atualizada em 11/09/2020 | 09h21

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta sexta-feira!

Sociedade por João Pulita Jéssica Hoffman / Divulgação/Divulgação
O argentino Pablo Acosta, com 20 anos de carreira, agora integra o time de profissionais do estúdio de beleza Nelson Camassola Foto: Jéssica Hoffman / Divulgação / Divulgação

"Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios." - Martin Luther King

Cálice

A Comunidade Cristã Vinho Novo completou dez anos e para comemorar apresentou a nova identidade, passando a chamar-se Be One Church, sob a coordenação dos pastores André e Melissa de Oliveira. Ainda no clima de celebração, que se iniciou no último dia 23 de agosto, realizam neste domingo, 13, um almoço beneficente no formato Drive Thru para arrecadar fundos que serão revertidos na reforma do templo. Quem desejar colaborar, os ingressos e o menu estão disponíveis no site https://10anosccvn.wixsite.com/almoco.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

A fisioterapeuta dermatofuncional Niane Vicente, especializada na Espanha em ozonioterapia para portadores de fibromialgia e pré-diabéticos, vem promovendo troca de cestas básicas, em prol da entidade Fábrica de Sorrisos Foto: Samuel Slovinscki Boff / Divulgação

Prato Feito

A Associação de Amigos do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea de Caxias do Sul e o Grupo Conde de Caxias, presidido por Rodrigo Postiglione, promovem, amanhã, um almoço beneficente. O projeto objetiva arrecadar fundos para a conclusão da obra de ampliação do Hospital Geral. A função ocorrerá em formato Drive Thru, com retirada no Galpão da Universidade de Caxias do Sul, das 11h30min às 13h. Aos interessados, os ingressos à R$ 50,00 estão disponíveis com o grupo articulador do evento.

Formado em Direito com pós-graduação, Guaraci Teixeira Seben, radicado em Porto Alegre, comemora 37 anos como radialista Foto: Jucimar Milese / Divulgação

Cheers!

A advogada Ana Paula Sottili Viezzer será o centro das atenções de seus familiares e amigos. Neste domingo, ela celebra a passagem da data querida.

A coordenadora do curso de Artes Visuais na UCS, Silvana Boone, protagonizará, amanhã, um bate-papo com as candidatas ao título de soberanas da Festa da Uva 2022 Foto: Vinicius Soppelsa / Divulgação

Acordes

Hoje é dia de comemorar o aniversário do músico e band leader Fher Costa, radicado na França e do baterista caxiense, Beto Fonseca.

.

Com intuição e fé na vida!

Samuel Slovinscki BoffFoto: Samuel Slovinscki Boff / Divulgação

Samuel Slovinscki Boff, formado em marketing há cinco anos, encontrou na fotografia o seu lugar. O filho de Luiz Carlos Boff e Lucélia Slovinscki Boff, em 2019 teve a oportunidade de atuar na área, por sete meses, em temporada na Austrália, residindo em Brisbane, Gold Coast e Sydney, onde registrou diversas celebrações sociais, aumentando sensivelmente o seu portfólio internacional. Dono de uma legítima paixão por tudo o que a fotografia representa, Samuel diz extrair o melhor da vida em fração de cores e sabe que é responsável por eternizar histórias. Conheça o que motiva e inspira o olhar deste profissional caxiense!

Qual imagem você guarda da infância? As reuniões em família nas quais meus primos e eu brincávamos muito, sem compromisso algum. Apenas na leveza de ser criança. 

O que é o bom da vida? Ter sempre por perto as pessoas que te amam, as que te deixam feliz. 

Ao lado de quem gostaria de ter sentado na época da escola? Jesus. Já pensou que incrível? 

Qual a passagem mais importante da tua biografia e que título teria se fosse uma obra? Quando fui convidado para fotografar na Austrália por sete meses. Foi a realização do meu maior sonho. A obra seria: “Vivendo um sonho” .

Traço marcante de sua personalidade? Persistência. Ao planejar algo que sinto que poderá se concretizar, movo o mundo para que seja executado. 

A melhor invenção da humanidade? Acredito que a Internet.

Quando teve o primeiro contato com a fotografia? Quando eu trabalhava no meio corporativo, nos fins de semana, procurava sempre ir ao litoral norte porque lá era meu local de encontro comigo mesmo, me fazia bem e ao mesmo tempo era meu descanso, como se em dois dias eu tivesse vivido uma semana. Um dos meus hobbies era caminhar pela praia, apreciar o pôr do sol e fotografar as cenas que me proporcionassem uma sensação única, era como se naquele momento tudo que estava sentindo pudesse ser transmitido através da foto.  

Na fotografia, quando o amadorismo dá lugar ao profissionalismo? Levei a fotografia como segundo trabalho durante um ano, então minha demanda como fotógrafo naturalmente se apropriou da minha vida. Quando percebi que na fotografia me sinto completo e acima de tudo feliz, foi nesse momento que minha vida começou a se desenvolver e tomar rumos que sempre busquei. Poder eternizar algo vivido é mágico e a foto é isso, congelar a história e guardar aquele momento para sempre. 

Quais as maiores dificuldades para um fotógrafo em início de carreira? Eu era do meio corporativo, a fotografia até então não fazia parte do meu cotidiano e quando ela chegou, como um presente divino, comecei a estudar e procurar cursos com profissionais que admirava. Assim fui desenvolvendo, porém, acredito que a maior dificuldade é criar uma identidade, é alguém olhar uma fotografia e pensar: essa foto deve ser do Samuel. É conseguir criar o próprio estilo. 

Quais áreas da fotografia considera mais promissoras atualmente? Acredito que a fotografia social segue promissora, dentro dela existe um leque de opções para trabalhar.

Com sua experiência, que conselho daria pra quem pensa ingressar nesta carreira? A dica que dou é exercitar o ofício, convidar amigos familiares e fotografá-los bastante para ir adquirindo o domínio da máquina e da composição de cena.  

Onde busca referência para seus trabalhos? Existem alguns fotógrafos internacionais que admiro, então procuro neles minha inspiração. 

O que fazer para se manter atuante em tempos de isolamento social? Tenho dado uma maior atenção para a minha intuição, por exemplo. Houve uma noite que passei acordado pensando o que fazer para movimentar minha atividade, então criei o projeto “Como se fosse a primeira vez” que apresenta casais na oportunidade de estarem novamente vestidos de noivos, como no dia do casamento, porém, sem o nervosismo da ocasião. Tem sido uma experiência incrível. 

Com a situação atual, acredita que o profissional de fotografia estará mais preparado para desenvolver trabalhos voltados à coletividade? Eu não sei se preparado seria a palavra. Acredito que o profissional de fotografia estará mais atento e instigado para desenvolver projetos voltados à coletividade. Este momento fez com que as pessoas fizessem autoanálise e penso que as celebrações terão um novo gosto de viver algo ainda mais intenso. 

De que maneira percebe que o cenário de hoje está afetando o mercado da fotografia? Impactou diretamente os fotógrafos de eventos principalmente com o adiamento deles. Se sua empresa não tem uma boa saúde financeira acaba entrando em uma situação vulnerável. Tenho a sensação de que quando este momento se normalizar, teremos um aquecimento de mercado, pois, penso que as pessoas irão celebrar ainda mais a vida e estarei lá eternizando estas comemorações através da foto.  

Qual perspectiva vislumbra para os futuros profissionais da área? Como a fotografia é algo que se renova, paralelamente à tecnologia, acredito que a cada novo tempo teremos profissionais com ideias mais criativas.  

Um projeto dos sonhos: viajar o mundo fotografando. Graças a Deus eu já consegui dar início a ele. 

Gostaria de ter sabido antes... que os dias de glórias chegam e que os dias de luta te preparam e te fortalecem. 

O que tem feito para impactar o mundo e as pessoas de maneira positiva? Tenho procurado a verdade no olhar das pessoas, não apenas julgar pelas atitudes. Acredito que todos têm uma história e é sobre ela o meu respeito.  

Se tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Sobre a história de um homem que soube acreditar em suas intuições e fazer de cada etapa da sua vida uma fonte de crescimento e que encontrou na fotografia sua melhor versão. Alguém comprometido, responsável, que pensa fora da caixa, não suporta injustiça e sabe que as grandes coisas acontecem com pessoas de bem.  

O que mais respeita no ser humano? Sua história. 

Com que mensagem encara o mundo? Acredite nos planos que Deus tem para sua vida, tudo fará sentido. 

Um hábito que não abre mão? Tomar café ou chimarrão. 

Que músicas não saem da sua playlist? Lord I Need You, do artista canadense Matt Maher e Oceans, do grupo australiano Hillsong United.  

Um filme para assistir inúmeras vezes: Beleza Oculta, do diretor David Frankel. 

Um defeito: teimosia.  

Uma qualidade: persistência.

Frase máxima? Acredite nos teus sonhos, são eles que poderão te levar a lugares incríveis. 

Lugar preferido no mundo: no chão da sala brincando com meus sobrinhos. 

Reflexão de cabeceira? Toda grande vitória é resultado de grandes, ousadas e corajosas atitudes e que sempre colocará algumas coisas em risco. Sem riscos e atitudes corajosas, sua vida não sairá do lugar. 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros