Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL14/08/2020 | 06h10Atualizada em 14/08/2020 | 06h10

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta sexta-feira!

Sociedade por João Pulita Andreia Copini / Divulgação/Divulgação
Bernardo Lucena Bertuol ganhou festa antecipada pela chegada de seus 20 anos e contou com a bajulação da namorada, Luiza Zaccani, dia 10, no jardim da Don Claudino Foto: Andreia Copini / Divulgação / Divulgação

Pensantes

A psicanalista caxiense Eliane Deitos, linha de frente da Vienna Instituição Psicanalítica em Caxias do Sul, um ambiente que proporciona ações com grupos de estudos, realiza um seminário a partir deste mês. Interessados nos novos fundamentos para a psicanálise podem contatar pelo perfil no Instagram @viennapsicanalise. Nesse período Eliane apresenta a obra do psicanalista francês Jean Laplanche com o conhecimento de Luiz Carlos Tarelho, psicanalista, doutor em Psicanálise pela Universidade Paris VII e pesquisador ligado à Fondation Jean Laplanche.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

O caxiense Thiago Hoesker participará, amanhã, do 1º Simpósio da Liga Acadêmica de Cirurgia da Universidade Franciscana, de Santa Maria, em benefício do Sopão da Missão MarajóFoto: Fabio Grison / Divulgação

Sintonia

O médico neurocirurgião pediátrico caxiense, Thiago Hoesker, volta à cena de um debate online, amanhã, às 14h, para protagonizar o bate-papo A Abordagem Neurocirúrgica no Trauma. Ele integra o 1° Simpósio da Liga Acadêmica de Cirurgia da Universidade Franciscana, de Santa Maria, sobre urgência e emergência nas especialidades. As inscrições podem ser realizadas pelo link www.even3.com.br/1simposiolacx2020. O investimento é de R$ 5,00, valor que será destinado ao Sopão da Missão Marajó, ação realizada semanalmente para mais de 300 crianças carentes da Ilha de Marajó, no Pará.

Depois de sua passagem por Caxias do Sul, Rafael Cyrillo assumiu a direção regional da rede Blue Tree Hotels, no Paraná e em São Paulo e está no comando do Resort de Águas Termais, em Lins Foto: Jucimar Milese / Divulgação
Monique Quissini Rizzon foi o centro das atenções da passagem da data querida que marcou seus 28 anos Foto: Larissa Rizzon / Divulgação

B’day

Amanhã será dia de aplaudir os aniversariantes Rodrigo Cará e Vitor Schiavenin. Já o domingo será todo em festa para Michele Gubert, Fernanda Crosa, Roselene Venzon Ferreira e Felipe Weber. A coluna homenageia a todos com votos de saúde e realizações.

.

Sutilezas e outras palavras!

Rejane Maria Romani RechFoto: Fernando Maccagnan / Divulgação

Hoje a coluna revela o dicionário particular ilustrado por Rejane Maria Romani Rech, filha de Nadir e Zulmira Romani, caxiense formada em Letras Português-Inglês pela Universidade de Caxias do Sul. Esposa há 44 anos de Juarez Ciro Rech, com quem tem dois filhos, Caroline e Jônatas. Atuou no magistério durante 15 anos e, ao se aposentar, debruçou-se na atividade literária, escrevendo e participando de concursos literários. Já publicou sete livros (contos, crônicas, novela e romance).  Em 2018, para a sua felicidade, foi a Patrona da 34ª Feira do Livro de Caxias do Sul. Rejane se define como uma pessoa extremamente simples, que ama ler, cozinhar, jardinar e viver a vida com otimismo. A literatura é para ela uma grande paixão e sente sempre a necessidade de incentivá-la, de sugerir obras às pessoas. Viaje nas entrelinhas desta escritora que acredita que o conhecimento amplia os horizontes e nos torna melhores, mais humanos, felizes e empáticos!

A  de Amor: o mundo seria insustentável sem o amor.

B de Biblioteca: a minha fala de mim e daquilo que construí ao longo da vida.

C de Caroline: o nome da minha filha, nome de princesa, uma nefrologista que me enche de orgulho. Um ser humano especial desenvolvendo também uma missão especial.

D de Dia: prefiro a luz e a energia do dia. A noite sugere sempre silêncio, filmes, leituras. Tenho o hábito de me recolher muito cedo.

E de Esperança: de dias melhores, de cura, de volta à normalidade. Merecemos a liberdade.

F de Fogo: sou fascinada por fogo na lareira e no fogão à lenha. Sou caseira demais, preciso disso, desse aconchego quando o frio se anuncia. Não temos aparelhos de ar-condicionado em casa, não me adapto a eles. 

G de Garoa: Caxias do Sul e uma tarde com garoa. Clima perfeito para relembrar momentos felizes e distantes.

H de Histórias: sou as histórias que vivi e aquelas que escrevi. Algumas são luminosas; outras, prefiro esquecer.

I de Inadmissível: o que é completamente inadmissível para mim: grosseria, injustiça, covardia, palavrão, mentira, insensibilidade, materialismo.

J de Jônatas: o nome do meu filho, cujo significado é presente de Deus. Um guri que me abraça forte, me chama de minha mãezinha, e é um engenheiro de computação que leva a vida muito a sério.

L de Luz: principalmente a luz da primavera. Setembro é pura luz, cor e renovação. E a gente sorri ao abrir a janela.

M de Mãe: nem poderia ser outra palavra. Nasci para ser mãe. Amo ser mãe. Agradeço a Deus e ao Universo por essa preciosa graça recebida.

N de Navios: falam de movimento, jornadas, buscas, terras novas, águas e descobertas. Navegar é sempre preciso, metaforicamente é um verbo múltiplo. “Pus o meu sonho num navio”, escreveu Cecília Meireles.

O de Olhos: que eu sempre tenha olhos de visão perfeita. Ler é o meu maior prazer.

P de Pato: a história do Patinho Feio sempre me fascinou. Ela nos ensina que todos têm qualidades, beleza, apenas muitos não se dão conta disso e não se valorizam.

Q de Quarentena: como é difícil! Como gera medo! Penso muito na humanidade e nas suas dores. Nasci no dia 24 de fevereiro, sou do signo de Peixes e, tal qual uma esponja, absorvo completamente a energia do meu entorno.

R de Rain: de” Have you ever seen the rain?”e de “Who’ll stop the rain?”, as duas melhores músicas de todos os tempos. Creedence embalou a minha adolescência, uma fase muito dançante e feliz.

S de Sorriso: uma grande frustação que carrego é não ter cursado Odontologia e ter me tornado dentista. Presto muita atenção no sorriso das pessoas.

T Tales de Fairy Tales: Contos de Fadas. O começo do meu amor pela literatura, pelos livros, por essa arte da palavra que ressignificou a minha vida e que me proporciona momentos de êxtase.

U de Universo: uma palavra vasta demais, sonora, nossa casa, nosso teto, nossa terra, nossa mãe. Precisamos ser responsáveis e cuidar da saúde do nosso mundo.

V de Vivaldi e As 4 estações: música clássica enleva.

X de “X”: caxienses gostam de cheeseburguer e carinhosamente o chamam de X. Eu também gosto, até mesmo, de um simples sanduíche de pão-presunto-queijo.

Z de Ziraldo: e a importância da literatura para as crianças. Ler é um prazer que deve ser estimulado desde o berço. Fiz isso com os meus filhos, tenho a grata satisfação de dever cumprido.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros