Sociedade por João Pulita - Colunas do João Pulita - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

SOCIAL17/06/2020 | 06h10Atualizada em 17/06/2020 | 06h10

Sociedade por João Pulita

Veja a coluna social desta quarta-feira!

Sociedade por João Pulita Fabio Grison / Divulgação/Divulgação
Rafael Paim Barberio e sua amada, Gabriela Vergani, juntinhos no Dia dos Namorados Foto: Fabio Grison / Divulgação / Divulgação

Tradição Virtual

Seguindo às orientações dos órgãos de saúde pública sobre a prevenção à propagação do coronavírus, o casal vice-presidente social e o casal presidente executivo do Recreio da Juventude, respectivamente, Marcelo e Michele Nora, e Paulo Henrique e Paula Marchioro, realizarão as atividades do pré-debut de forma virtual. As 16 debutantes já têm programação online nesta quinta-feira, quando apresentarão, por vídeochamadas e com pocket desfile, as camisetas para o Debut Stars que customizaram, em casa, com material recebido pela diretoria do clube e inspiradas no tema do Baile. Já no dia 25, será a vez de um Arraiá Virtual, em alusão às festas da temporada.

Clique e confira outras edições da coluna social de João Pulita

Em clima romântico, Marcelo Venturin e Fabiana Cemin Venturin, no jantar temático promovido pela restaurateur Manuela Zatti Foto: Fabio Grison / Divulgação

Assinatura

Leonir Santos recebe pelo quinto ano consecutivo, o Prêmio de Caligrafista, no Projeto Casamentos Awards, por conta do trabalho que realiza na área de eventos. O selo de qualidade é destinado às empresas e profissionais como fornecedor do setor de festas.

Renata De Carli e Caetano Sehbe De Carli estiveram ao sabor do menu do chef Vicente Perini Filho Foto: Simone De Antoni Perini / Divulgação
Thales Wiedner e Taina Bechelin Lemos, felizes, no Q Restaurante, para celebrar o amor Foto: Simone De Antoni Perini / Divulgação

Parabéns!

O ator caxiense Roberto Ribeiro vai à cena, hoje, para receber os aplausos de seu fã clube pela passagem da data querida. Hoje, aniversaria também, a médica Luiza Rossi Pettinelli, o professor do curso de Arquitetura e Urbanismo, Vinicius De Tomasi Ribeiro e, o médico, Henrique Bosi.

A influencer teen Kauany Freitas, filha de Kerollen Freitas e Caio Júnior Borges Fonseca, comemorou 13 anos, na última semana Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

.

A felicidade é o caminho!

Emilio FingerFoto: Ana Salvi / Divulgação

O empresário, pós graduado em Gestão de Vendas e personagem festejado nos mais diversos circuitos da comunidade, Emilio Finger, filho de Ary Finger e Luiza Maria Mambrini Finger (in memoriam), natural de Flores da Cunha, faz história contando a sua própria. Nascido sob a égide do signo de Câncer, o mais emotivo e romântico do zodíaco, o pai da jovem arquiteta Rafaela Finger, discorre sobre sua jornada e aponta particularidades incríveis. Veja o que move os dias da nossa persona de hoje!

O que te faz remontar a infância? Acredito que trazemos da infância nossos valores, personalidade, defeitos e remontar estas lembranças pode nos ajudar a entender melhor o porquê somos como somos.

Como foi ter crescido no coração de uma família tão numerosa? Ah! Fantástico e mágico! Não trocaria por nada, pois amo cada um deles. Realmente é  uma família de dar inveja.

Ao lado de quem gostaria de ter sentado na época da escola? Do meu avô Emilio Ataliba Finger (in memoriam).

Traço marcante de sua personalidade? Teimosia.

Com que mensagem encara o mundo? Que sempre temos a chance de fazer o certo, mudar, transformar, superar e evoluir para sermos seres melhores.

Gostaria de ter sabido antes... que não sabemos nada e que estaremos sempre aprendendo.

Qual a passagem mais importante da tua biografia e que título teria se fosse uma obra? Quando fiquei em pé pela primeira vez. O título seria: Negociando com meus Limites.

A melhor invenção da humanidade? Vacina e justifico, aos seis meses de idade contrai paralisia infantil e graças as vacinas milhares de crianças ao redor do mundo puderam se proteger contra esta e outras doenças.

Frase máxima? Fazer com amor. Este é o segredo para fazermos mais e melhor.

Qual a palavra mais bonita da língua portuguesa? São muitas, mas a mais significativa para mim é bondade.

Reflexão de cabeceira? O que preciso melhorar e como pretendo viver, pois a vida passa rápido, muito rápido.

Se tivesse vindo ao mundo com uma legenda ou bula, o que conteria nela? Cuidado pessoa muito teimosa, mas de um bom coração, com muitos defeitos, mas infinitas qualidades, entre elas a bondade e a força de superação, que pode levar a cura e a conquista dos sonhos e desejos, pelo poder de acreditar sempre e não desistir nunca de tentar.

Qual foi a tua intenção ao criar ações com cunho filantrópico? Ajudar. Muitas pessoas me ajudaram e a vida foi bondosa comigo, por isso sinto que devo retornar um pouco disso para a vida dos outros.

O que mais respeita no ser humano? Poder de superação. 

Um hábito que não abre mão? Tomar café de manhã. 

Com que sentimento traduz essa sua explícita superação? Sempre que penso na superação que tive penso em gratidão. Para a família, para os amigos e as oportunidades. As pessoas podem até pensar que me foi tirado algo, mas na verdade foi também me dado muito, então o sentimento é de gratidão. 

O que te motivou a desenvolver a palestra Gestão com Coração? Muitas vezes recebi convites de professores de universidades para falar sobre minha trajetória profissional, mas não tinha como falar dela sem contar um pouco sobre a história do menino Emilio. Assim, foi surgindo a palestra, que nada mais é do que a gestão de uma vida de superação com a emoção do coração. 

Como se dá o teste diário dos seus limites que discorre em suas palestras? No meu caso, tenho que enfrentar todos os dias dificuldades de movimentos, mas a maior superação dos meus limites diários está nas dores. Tenho dores, principalmente pela manhã ao levantar, e negocio com elas. Escolho levantar todas as manhãs e seguir, não parar, nem desistir.

E os planos futuros? Levar as minhas palestras pelo Brasil à fora. Um projeto que estava indo muito bem até a pandemia chegar.

De que forma considera que o mundo será impactado pós pandemia da Covid-19? Temos a possibilidade de sair desta pandemia como pessoas melhores e entendermos a responsabilidade que cada um de nós possui perante a sociedade.

Que músicas não saem da sua playlist? Gosto de muitas músicas e todas dentro do seu tempo e hora, por isso não tenho uma playlist programada.

Um livro para ser lido várias vezes e um filme para se rever: O livro O Cavaleiro Preso Na Armadura, de Robert Fisher; e o filme, 100 Metros, do diretor espanhol Marcel Barrena.

Com que personagens históricas identifica sua trajetória? Não tenho uma identificação com um único personagem, na verdade, busco tirar o melhor de cada história de superação. Por isso, não são os personagens, mas sim, a jornada de cada um.

Existe um segredo para o sucesso do empreendedor contemporâneo? Dedicação, amar o que se faz e entender que nada podemos fazer sozinhos. As pessoas são a parte mais importante de qualquer negócio.

Tempo é uma questão de... segundos, pois tudo pode mudar em um instante. Portanto, cuide bem do presente e o futuro será fruto dele, já que o passado não existe mais e apenas faz parte da história.

Qual foi a última vez que chorou e por quê? Chorei muito há poucos dias, pensando e lembrando dos meus erros e como devo e preciso me tornar uma pessoa melhor.

Qual foi o último instante que foi feliz e por quê? Ah! Felicidade! Gosto muito da frase de Mahatma Gandhi que diz “Não existe um caminho para a felicidade a felicidade é o caminho”. Ou seja, não existe uma última vez, mas sempre uma primeira a cada instante. Venci uma das doenças mais cruéis da minha época superando e negociando com meus limites. Não posso me dar ao luxo de eleger um único instante para ser feliz, por isso meu fragmento predileto da frase é  “...a felicidade é o caminho.”

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros