Cartas de imigrante italiano inspiram exposição fotográfica em Caxias - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Semana de Museus14/05/2013 | 07h02

Cartas de imigrante italiano inspiram exposição fotográfica em Caxias

Confira trechos dos registros históricos do final do século XIX

Cartas de imigrante italiano inspiram exposição fotográfica em Caxias Roni Rigon /Agência RBS
Dirceu e Marta Rossato vivem na casa de pedra construída pela família em 1904. Eles guardam com zelo as cartas de Paolo Foto: Roni Rigon / Agência RBS

Será aberta nesta terça, às 19h30min, no Museu Municipal de Caxias, a exposição fotográfica Palavra e Cenário - São Marcos da Linha Feijó. As imagens foram captadas por integrantes do Clube do Fotógrafo na localidade do interior de Caxias onde o italiano Paolo Rossato fixou residência com a esposa, Raquel, em 1884. Os fotógrafos tomaram como inspiração as cartas que o imigrante escrevia para a família, descrevendo o lugar.

— Convidamos os fotógrafos para lerem as cartas e conduzirem um olhar próprio sobre o que o Rossato escreveu — comenta Liliana Alberti Henrichs, coordenadora da Divisão de Proteção ao Patrimônio Histórico e Cultural da Secretaria Municipal da Cultura.

A exposição integra a programação da Semana de Museus e pode ser conferida até o dia 10 de agosto, de terça a sábado, das 9h às 17h, no Museu.


Confira alguns trechos das cartas que Paolo Rossato enviou aos familiares da Itália

"Por 800 mil réis a colônia compramos, ficando uns próximos aos outros. Temos dois anos sem juros para pagar. A posição da colônia é a seguinte: inclina-se para um rio, tendo uma parte do outro lado. Mas não pude ver direito, porque não se pode entrar pelo bosque, que aqui no Brasil chamam mato. Mas tendo visto as outras colônias, creio que é boa, pois dão de tudo: milho e trigo como na Itália" (carta de 17 de fevereiro de 1884)

"Caro pai, você deveria ver que bela colônia comprei! Está bem colocada e deve ser boa. E se visse quanta lenha existe nela! Em Valdagno seria rico quem tivesse tanta madeira. Lá éramos servos e aqui somos senhores" (carta de 24 de abril de 1884)

"Vocês deveriam ver como fazem máscaras de carnaval também aqui, e tocam músicas como na Itália" (carta de 24 de abril de 1884)

"As terras são todas divididas em léguas: 1ª Légua, 2ª Légua, e assim por diante. Uma légua é como uma vila entre nós; tem entre 100 e 150 colônias" (carta de 7 de maio de 1884)

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros