Com coleção inspirada em "Dark", designer de moda serrano participa de projeto #fiqueemcasaecrie  - Colunas da 3por4 - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

3por429/06/2020 | 16h47Atualizada em 30/06/2020 | 10h27

Com coleção inspirada em "Dark", designer de moda serrano participa de projeto #fiqueemcasaecrie 

Jefe Picetti recebeu orientação do pesquisador, consultor e professor Mário Queiroz

Com coleção inspirada em "Dark", designer de moda serrano participa de projeto #fiqueemcasaecrie  Arte de Jefe Picetti/Divulgação
Coleção tem sete looks Foto: Arte de Jefe Picetti / Divulgação

Tem talento local brilhando num projeto capitaneado pelo reconhecido pesquisador, consultor e professor de moda Mário Queiroz. No final de março, já em plena pandemia, ele lançou nas redes sociais o projeto #fiqueemcasaecrie, dedicado a novos designers interessados em pensar a moda "pós covid-19". A ideia gerou repercussão e Queiroz escolheu então 19 propostas, vindas de diferentes cantos do país (e até de Portugal), para orientar. Uma delas é assinada por Jefe Picetti, 23 anos, formado pelo curso de Design de Moda no Centro Universitário UniFtec, em Caxias.

Assim como os demais participantes, o jovem — natural de Veranópolis, mas morador de Caxias — aceitou o desafio proposto por Queiroz: a criação de um projeto de coleção (em sete looks) voltado a um futuro pós-pandemia. Jefe se inspirou no tema O Que Você Teria Feito Diferente?, no qual imagina um mundo onde o vírus não foi enfrentado. A atmosfera distópica da série alemã Dark, da Netflix, também serviu de referência para as criações do designer serrano. 

— Nessa sociedade imaginada, toda a população teria sido atingida pela pandemia de uma forma muito negativa. Meu foco seriam os possíveis ativistas que defenderiam a importância de todas as vidas. A ideia da coleção não era só imaginar o que poderia acontecer se o vírus não fosse combatido, mas refletir, se isso tivesse acontecido, de que lado você estaria — aponta o designer de moda, que estuda a possibilidade de tirar a coleção do papel no próximo ano.

A coleção de Jefe é direcionada a homens e mulheres e também contempla o público LGBTQI+. Aliás, Mário Queiroz surpreendeu-se positivamente com a quantidade de propostas voltadas para diferentes identidades de gênero. Conforme ele, há uma preocupação em contemplar um novo corpo fora do que até então era constituído como padrão. 

O resultado de todos os processos de criação podem ser conferidos por meio do perfil @queirozmario. Você pode saber mais sobre o trabalho de Jefe Picetti em @jefepicetti ou no site www.behance.net/gallery/98676009/Colecao-Pos-Covid-19

Estudante de Moda de Caxias participa do Projeto #fiqueemcasaecrie, de Mário Queiroz<!-- NICAID(14533430) -->
Foto: Arte de Jefe Picetti / Divulgação

Leia também
Espaço cultural de Garibaldi encerra o Mês do Orgulho LGBT+ com live sobre diversidade
Gramado terá 1º Arraiá Drive-in Solidário neste sábado
Programa de rádio Happy Wine reúne as vozes de seis mulheres na Serra Podcast "Vozes do Orgulho" está completo no Spotify
Literatura brasileira contemporânea é tema do Órbita Literária desta segunda
Confira os artistas selecionados para a Mostra Tum Tum
Saiba como fazer strogonoff com batata palha caseira
Sandra Cecília Peradelles: ainda podemos sonhar 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros