Homenagem a Carla Camurati marca segunda noite do Festival de Gramado - Colunas da 3por4 - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

Cinema18/08/2019 | 09h42Atualizada em 18/08/2019 | 13h19

Homenagem a Carla Camurati marca segunda noite do Festival de Gramado

Atriz e cineasta recebeu Troféu Eduardo Abelin por sua trajetória

Homenagem a Carla Camurati marca segunda noite do Festival de Gramado Edison Vara/Divulgação
Carla Camuratti recebeu o Troféu Eduardo Abelin por sua trajetória Foto: Edison Vara / Divulgação

Quando o assunto inserção feminina no fazer cinematográfico do Brasil ainda não era pauta, Carla Camurati já fazia história. A carioca começou como atriz — inclusive tem três kikitos por suas performances —, mas em 1987 já estreou na direção de curtas para depois, durante a década de 1990, se firmar como realizadora de longas. O seu filme mais conhecido é Carlota Joaquina, Princesa do Brasil, de 1995.

Leia mais:
Filme de abertura do Festival de Cinema, "Bacurau" é ovacionado em Gramado
Gramado abre oficialmente a 47° edição do Festival de Cinema

Ao receber o prêmio, Carla falou sobre a importância do Festival de Gramado e reforçou sua paixão pelo cinema:

— Eu acho que tem uma coisa linda aqui, é um festival que acompanhou o crescimento do cinema brasileiro, são 47 anos de arte e de emoção vindas dessa tela. Queria agradecer o Rio Grande do Sul por ter cuidado do Festival de Gramado, por ele ser esse festival vigoroso e importante para o nosso cinema, ao Rubinho (Rubens Ewald Filho, que morreu este ano), por ter devotado tanto amor ao cinema, e queria dedicar esse prêmio a todas as mulheres que fizeram e fazem o cinema brasileiro. Tenho muito orgulhoso do cinema brasileiro, é um cinema vigoroso e pronto pra esse século de imagens que vem aí, vamos que nosso cinema está no seu melhor momento — disse.

A noite contou ainda com exibições das mostras de curtas (A Mulher que Sou e Marie), de longas latinos (com o non-sense A Son of a Man) e longas brasileiros (com o drama de suspense adolescente Raia 4).

Neste domingo, a expectativa fica por conta da entrega do Prêmio Assembleia Legislativa, que premia os curtas gaúchos; e pela homenagem ao ator Léo Machado, que também foi apresentador do Festival de Gramado por muito anos, com a exibição de seu último trabalho, Legalidade. A atriz Cleo Pires deve participar da sessão. Já a mostra competitiva exibirá o curta O véu de Amani e o longa latino La Forma de Las Horas.

Leia também:
30 anos sem Raul Seixas: relembre a passagem do músico por Caxias um mês antes de morrer
Confira três dicas de elegância de Regyna Queiroz Gazzola
Jovem morre após ser esfaqueado durante briga de bar em Vacaria

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros