Artista Rafael Dambros cria representação da Santa Ceia - Colunas da 3por4 - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

3por412/07/2019 | 10h02Atualizada em 12/07/2019 | 10h02

Artista Rafael Dambros cria representação da Santa Ceia

Trabalho traz características da pesquisa realizada para a polêmica "Santificados"

Artista Rafael Dambros cria representação da Santa Ceia Reprodução/Reprodução
Obra foi encomendada por moradora de Portugal Foto: Reprodução / Reprodução

A exposição Santificados, que causou censura em Caxias e levou grupo a rezar terço em frente à galeria de arte em Porto Alegre, também tornou a obra do caxiense Rafael Dambros ainda mais reconhecida nos âmbitos artísticos. Uma prova disso está impressa na obra acima. Trata-se de uma representação autoral da Santa Ceia – realizada com caneta Bic, uma das marcas de Dambros –, uma encomenda que será enviada a Portugal como um desdobramento da pesquisa para Santificados.  

Leia mais:
3por4: Exposição de Rafael Dambros já é umas das mais vistas da Câmara de Caxias
Rafael Dambros enfrenta ataques por conteúdo da exposição "Santificados", em cartaz na Capital
3por4: Cancelamento da exposição de Rafael Dambros no Ordovás causa polêmica em Caxias

– Os personagens envolvidos apresentam características mais reais, como cabelos cacheados e pele mais morena, conforme as pessoas da época de Jesus. Elas também estão sentadas no chão, como era costume na época, mas essa imagem não é  muito difundida nos dias de hoje – diz o artista.

Uma das particularidades da obra A Última Santa Ceia é a presença de Maria Madalena entre os discípulos. De acordo com Dambros, a inserção da personagem é atestada pelos textos apócrifos, não reconhecidos pela igreja. A obra criada pelo caxiense também conta com uma representação diferente de Judas. Ele é o único que “encara” o espectador.

– É o único que nos olha, todos os outros estão com os olhares voltados para Jesus ou o chão. Judas também é um dos personagens mais importantes e enigmáticos da história. Tido como um traidor, através de seu beijo, ganância e arrependimento torna-se o responsável por todo o martírio de Jesus, que é a base do culto ao cristianismo – conceitua o artista.

A obra tem o tamanho de uma folha A5 e, apesar de ser uma encomenda, o artista contou com liberdade para a criação. A dona d’A Última Santa Ceia é uma caxiense que vive na Europa.   

Leia também:
Exposição reúne obras de mais de 30 artistas no Ordovás, em Caxias
Estação Férrea ganha grife autoral neste fim de semana
Pelo segundo ano, Parada Livre não deve ser realizada na Praça Dante, em Caxias
Confira as cinco músicas mais tocadas na história do Som Fantasy

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros