Confira quem são os meninos da nova geração do hip hop caxiense - Colunas da 3por4 - Sete Dias: agenda cultural, shows, exposições e mais
 
 

3por411/03/2019 | 10h29Atualizada em 11/03/2019 | 10h29

Confira quem são os meninos da nova geração do hip hop caxiense

Grupo Vozes Divilas tem integrantes com idades entre 12 e 15 anos

Confira quem são os meninos da nova geração do hip hop caxiense Reprodução/Reprodução
Clipe foi gravado na comunidade do Beltrão de Queiróz Foto: Reprodução / Reprodução

A coluna fica felizona em apresentar essa gurizada esperta aí da foto. Isso porque eles estão protagonizando uma ideia muito legal em Caxias. O grupo integra o projeto Vozes Divilas, que consiste em entregar o microfone às gerações mais novas das periferias da cidade para que possam revelar suas angústias, inquietações e sonhos. A ferramenta para isso é o rap, e o padrinho é o MC Chiquinho Divilas

Leia mais:
Projeto RAPajador mistura hip hop e cultura gaúcha em Caxias

– A ideia é que essa galera crie uma conexão e, através das músicas, comece a ocupar os palcos de uma forma independente, protagonista, com a autorização dos pais – comenta Chiquinho.

O primeiro resultado prático dessa iniciativa é o clipe Sonho de Criança, já disponível lá no site. A gravação rolou no bairro Beltrão de Queiróz, com a participação dos MCs mirins Pablo (Campos da Serra), Marlon (Montes Claros), GP (zona oeste) e Gigante (1º de Maio). 

Os guris tem idades entre 12 e 15 anos e muito conteúdo para expressar. A letra da música foi escrita exclusivamente por eles e tem estrofes como esta: “estava na escola, aprendendo Português, a professora olhou para mim e disse favelado não tem vez/ sim, sou favelado, mas vim estudar, porque quero ter futuro na minha vida”.

O clipe foi gravado pelo próprio Chiquinho e tem finalização de Breno Dallas e conta com beat Maurício Lopes e apoio da Ilha 8C5A. 

Confira:

Conquistando espaços

Os integrantes do Vozes Divilas são guris que se destacaram em oficinas realizadas em diferentes pontos da cidade. O talento deles acaba por corroborar com o assunto que o MC Chiquinho Divilas tem pesquisado academicamente.

– No meu Doutorado, quero mostrar o empoderamento, a ressignificação desses jovens depois de uma atividade cultural veiculada ao hip hop – explica.

Além disso, a também a expectativa de abrir espaço para que a nova geração do hip hop de Caxias possa se expressar e direcionar os rumos do movimento.

– Acho que é pensar nessa questão da sustentabilidade, de quem vai dar sequência. A ideia é que eles ocupem os espaços – reflete Chiquinho.

Leia também:
Agenda: sessão comentada do longa "Tinta Bruta" ocorre quarta em Caxias do Sul
Agenda: Alexandre Pires faz show em Torres no sábado
Apostando na interação com o público, Capital Inicial desfila hits em show na Festa da Uva
Com show repleto de sucessos, Jota Quest anima o público da Festa da Uva
Em Caxias do Sul, Anitta canta, dança e mostra por que é uma das maiores cantoras do Brasil

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros